Dicas para elaboração de uma boa redação

O professor Fernando Moura , com trabalho consagrado no Distrito Federal, comenta a necessidade de se preparar bem para as provas discursivas que virão. Confira todas as dicas e faça uma excelente prova!


Na fase de recursos, percebo que muitos alunos têm dificuldade de produzir, em 30, 50 ou 60 linhas, ideias sugeridas pelas bancas examinadoras nos comandos das provas discursivas. Períodos longos e confusos, contradições, argumentação superficial ou inconsistente, falta de progressividade temática são alguns defeitos a evitar. Vêm aí vários concursos: Banco

Central, Polícia Federal, Polícia Civil, Gestor Governamental, STF, MPU e outros. A prova discursiva não pode ser subestimada.

Comece a treinar. Escreva bastante. Aos candidatos que farão concursos que exigirão a dissertação expositiva, sugiro escrever sobre os conhecimentos específicos à medida que forem sendo estudados: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Gestão Administrativa, Políticas Públicas, Informática e outros, conforme a especialidade. Escolha um tópico do programa. Escreva sobre ele em, no máximo, 30 linhas. Submeta o texto à apreciação de um bom profissional. Identifique as falhas. Evite-as no texto seguinte.

Todo candidato sabe que o texto deve apresentar introdução, desenvolvimento e fechamento. Muitos me perguntam: como começar o texto? Não existem regras rígidas, mas algumas orientações são fundamentais. O importante é que na introdução haja a tese a ser defendida (dissertação argumentativa) ou o pressuposto orientador sobre o qual se vai expor (dissertação expositiva). Leia cuidadosamente o comando da prova discursiva. Isso permitirá que você delimite o assunto. No desenvolvimento, dê consistência aos tópicos sugeridos pela banca. Essa é a parte mais importante da sua redação.

Apresente ideias razoáveis, lógicas, mesmo sem dispor de material para consulta. O examinador quer avaliar o domínio de conteúdo e a sua capacidade de improvisação. Lembre-se da modalidade escrita: concordância, ortografia, pontuação, regência e outros. Feche coerentemente o seu texto. Prefira os períodos curtos e não misture ideias. Não perca a lucidez.

Escreva algo agora!

Desejo-lhe sucesso.


Ver Mais Notícias